1.Ás margens do Uruguai resplandeceram
Ao florir um povo brioso e gentil
E os bravos ancestrais que aqui cresceram
Revelaram nossa terra ao Brasil.

Estribilho: Como o rio que ao sol poente rebrilha
Aos reflexos dourados do infinito
Resiste, impávida, tal qual bastilha
Porto Lucena, nosso chão bendito.

2.Teu belo lábaro ostenta a bonança
Simbolizando o que há de vir por certo
No futuro, mensageiro da esperança
Um povo ordeiro, dos grilhões liberto.

3.Tudo aponta a um porvir brilhante
Para teus filhos, progresso e liberdade
Serão a flama de um futuro abundante
Para a Terra da Hospitalidade.
Letra: Evandro Ubiratã Garcez Domingues
                                            Jackson Luiz de Ley
Música: Eugênio Reinaldo Werlang
HINO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE PORTO LUCENA